Início

 

  O Trabalho a Realizar

 

Triplo Projeto
Hierárquico

 

Um Triângulo de
Poder Espiritual
no Cone Sul

 

 

------------------------

 

 

A Grande Invocação

 

Rede de Triângulos

 

Meditações
de Plenilúnio

 

Os Livros Azuis

 

Livros de V.B.A.

 

Movimento de
Boa Vontade

 

Novo Grupo de
Servidores do Mundo

 

 

-------------------------------

Vicente Beltrán Anglada


Vicente Beltrán Anglada

Livros   |   Conferências

-------------------------------

 

 

Shamballa

 

A Hierarquia
Espiritual Planetaria

 

Evolução Dévica
ou Angélica

 

Magia Organizada
Planetária

 

-----------------

 

Contato

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




 

                                                                     

  

 

 

[ Plenilúnio de Gêmeos ]
 

Dia Mundial de Invocação

 

 

Sábado 21 de Maio de 2016 -  21:16 hs pm GMT (Hora exata)

 

Convertir à hora local segundo o país de residência 

 

 

Energias de Gêmeos | Delinhamento de Meditação | Mantra FM | Grupo em Facebook

Por razões de programação, via Mantra FM, a meditação se efetuará no horário
acima indicado na imagem
, e as equivalências horárias para os diferentes países conferir AQUI.

Radio Mantra FM se escuta desde cualquer país do mundo vía internet.

 


Participa na Vigilia recitando a cada hora A Grande Invocação

 

 Vigília de Plenilunio  |  Aberto o registro de participação


 

Ver outros signos >>>

 

 



Nota chave: "
Reconheço meu outro eu e ao minguar esse eu, creço e brilho"


Cada ano, na época da Lua Cheia de Gêmeos, o amor de Deus, a essência espiritual do fogo solar, alcança seu ponto de expressão mais elevado. Isto se consegue graças ao instrumento da Hierarquia. A Hierarquia espiritual da Terra é o agregado daqueles dentre a humanidade, que triunfaram sobre a matéria, que alcançaram a meta do domínio sobre si mesmos pelo mesmo caminho que, atualmente, recorrem outras pessoas. Sofreram todas as experiências, sobrepassaram cada dificuldade  e triunfaram. Aqui reside seu direito a servir, e a força e realidade de sua relação com toda a humanidade que segue ainda lutando. Esse grande grupo de almas foi sempre custodio do principio de luz, de amor iluminando e sempre, ao largo dos tempos, centra sua atenção sobre a humanidade quando a influência espiritual está em seu ponto mais elevado. Penetrou na compreensão da vida grupal planetária, que inclui todas as etapas, desde esse diminuto sentido da responsabilidade social do homem ou mulher que está dando os primeiros passos no caminho da maturidade espiritual, até a inclusiva compreensão do mesmo Cristo.

 

O Festival da Lua Cheia de Gêmeos, o Festival do Cristo, é o terceiro dos três principais Festivais espirituais. Continua o da Páscoa, o Festival do Cristo, em Áries, e o de Wesak, o Festival do Buda ou de Iluminação, em Touro. Conhecido sob uma grande variedade de nomes, este Festival Gêmeos é, essencialmente, o Festival do Cristo como representante da humanidade ante a presença de Deus. É o Festival da humanidade em busca da unificação e da compreensão de sua própria divindade. Devido a que o reino humano, como centro de distribuição de energias, está tão diretamente envolvido com sua própria divindade, é conhecido também como o Festival da Boa Vontade.

 

O Festival  do Cristo é um Festival vivo do espírito da humanidade aspirando a Deus, buscando respostas à vontade de Deus e dedicando à expressão das corretas relações humanas. Fixado anualmente em relação com a Lua Cheia de Gêmeos, a lua fica totalmente fora do caminho recorrido pelas poderosas energias que saem do sol, o centro cardíaco simbólico deste sistema solar. Durante dois mil anos neste Festival, o Cristo representou  à humanidade e se erigiu ante a Hierarquia planetária e ante os olhos de Shamballa como o “Deus-homem”, “o maior na grande família humana” sustentando uma relação consciente com a divindade, com a totalidade maior. Cada ano, nesta época, repete o último sermão do Buda ante a Hierarquia reunida. Este Festival, de profunda chamada invocativa e de uma aspiração básica para a unidade humana e espiritual, representa o efeito na consciência humana do trabalho tanto do Buda como do Cristo.

 

As Forças de Reconstrução estão especialmente ativas durante o Festival de Gêmeos. Estas Forças, relacionadas com o aspecto vontade da divindade, são efetivas sobretudo com respeito às nações. O emprego que se faz destas energias impessoais, depende da qualidade e da natureza da nação receptora, de seu grau de iluminação real e de sua capacidade de amar. Ele reside atrás da idéia de meditação grupal dentro de toda a onda desta energia espiritual. Atualmente as nações são a expressão do egocentrismo coletivo de um povo e de seu instinto  de sobrevivência, real ou imaginário. Estas energias podem aumentar este aspecto da vida nacional ou podem aumentar a potencia dos objetivos da unidade mundial, paz e progresso. Estas energias construtivas e sintetisantes deveriam ter o efeito de transformar a teoria da unidade em uma experiência pratica, de maneira que a palavra “unidos”, alcance sua verdadeira importância e sentido para todas as nações.

 

Atualmente no seio da Assembléia Geral das Nações Unidas está gerando-se, lentamente, uma vontade-de-unificação e de sintetizar inspirada por estas energias. Num crescente reconhecimento da inter-relação existente neste planeta, as Nações Unidas sustentam ante os “olhos dos homens” uma visão do Plano para a humanidade.

 

A vontade de sintetizar e a vontade ao bem se estão convertendo em influências efetivas, através da meditação grupal e individual durante este período anual dos Três Principais Festivais. À medida que aumenta a compreensão da importância destes Festivais, aumenta o trabalho de meditação realizado por todo o mundo. A meditação planetária, no signo de Gêmeos, celebra a total vitória da vida sobre a forma e do espírito sobre a matéria. Simbolicamente, este signo é o signo dos Gêmeos: a luz da personalidade e a luz da alma. Mediante a estimulação da energia do amor e a sabedoria, a luz da personalidade se escurece gradualmente enquanto a luz da alma se faz mais forte e brilhante, indicando eventualmente uma vitória total da humanidade sobre as formas através das quais se expressa.

 

A idéia da dualidade, especialmente nos níveis mentais, fica ressaltada cada ano em Gêmeos. Isto sucede em duas etapas: o emprego da mente concreta como mediadora na personalidade, condicionando a vida da personalidade, analisando e distinguindo entre o ser e o não-ser humano, e enfatizando a consciência do “eu e tu” , assim como a da personalidade. Em segundo lugar, a mente iluminada transmite as mensagens entre a alma e o cérebro, estabelecendo uma correta relação entre o ser inferior e o ser superior, a personalidade e a alma. Há um terceiro aspecto que se converte, então em um fator na vida, a mente abstrata, que relaciona alma e espírito. A relação da personalidade e alma fica substituída pela relação dual da alma e espírito. É o revelador do aspecto vida.

 

A relação síntese das dualidades produz tensão, ação e reação e essa condição de poderosa luta e de dificuldade tão característica de nossa vida planetária, mas que produz eventualmente o despertar da humanidade a uma plena consciência planetária. A meta de todo conflito é a harmonia e isto fica enfatizado durante o Festival do Cristo, mediante uma crescente percepção da relação entre alma e personalidade, entre mente e espírito, entre o material o espiritual. A potencia dessa relação produz as mudanças necessárias para a evolução da consciência Crística em qualquer ponto concreto do tempo e do espaço e sempre é compatível com o requerimento. Esta força poderosa e evocadora esta disponível durante a meditação como resultado do alinhamento planetário e da receptividade extra-planetária e pode ser contatada e transmitida em cooperação com a Hierarquia espiritual.

 

Devido a este alinhamento singular este Festival do Cristo de precipitação e distribuição de energia se celebra também como Dia Mundial da Invocação, durante o qual numerosas pessoas utiliza a plegaria mundial a “Grande Invocação” que consta em numerosas idiomas e dialetos. Isto estabelece um campo de força invocativo e magnético que dirige, literalmente, as energias de luz, amor e vontade ao bem diretamente à consciência da humanidade, afetando a todos os corações sensíveis e a todas as mentes abertas com efeitos planetários.

 

Esta invocação é o Mantra do mesmo Cristo, o programa do Plano para a humanidade e uma fórmula de dirigir energias ao campo da percepção humana. É efetiva porque se emprega como uma fórmula de energia por todo o planeta, a todos os níveis de consciência, humana e hierárquica. Ao empregar-se as três energias básica encarnadas na invocação,fluem e se fundem com as Forças de Reconstrução e com as energias disponíveis neste evento anual através do Cristo.

 

Influindo sobre as atitudes de mente e coração no mundo inteiro esta Invocação é uma poderosa nota chave meditativa que inspira uma ação amorosa e construtiva.

 

 A Grande Invocação    
 

Entre para solicitar a sua 

Solicite copias grátis coloridas - clique aqui

   Junte-se àqueles que trabalham no serviço de divulgação
e distribuição da Grande Invocação: Contato 





“Os doze festivais anuais constituirão uma revelação da divindade” 

 

Alice A. Bailey


 

 

Dia Mundial de Invocação

 

 

 

Abrindo espaços de serviço para homens e mulheres inteligentes e de boa vontade

"Que a Humanidade constitua seu campo de serviço e se possa dizer de vocês que, conhecendo os fatos espirituais, foram parte dinâmica dos mesmos, que não se diga que conheciam estas coisas e não fizeram nada nem se esforçaram por fazê-lo. Também não permitam que o tempo deslize quando trabalham."                                            

                                                                                                                              Mestre Tibetano Djwhal Khul

 

 

Nedstat Basic - Web site estadísticas gratuito
El contador para sitios web particulares